Família: discussões sobre família japonesa e okinawana

Adobe Spark (75)

Introdução
Uma das primeiras experiências da vivência humana e lócus principal da reprodução social, a família é um dos principais eixos de discussão da Antropologia. O estudo da família japonesa e da família okinawana não só é fundamental para compreender alguns elementos da sociedade japonesa e okinawana dos dias de hoje, como também para o entendimento da própria comunidade de descendentes de japoneses e okinawanos vivendo no Brasil. Este curso pretende abordar não apenas uma leitura das perspectivas tradicionais acerca da família japonesa e okinawana, como também almeja dar conta do fluxo transnacional contemporâneo conhecido como Fenômeno Decasségui.

Professor
Prof. Dr. Victor Hugo Kebbe – Doutor em Antropologia Social pela UFSCar; ex-fellow de Japanese Studies/Intellectual Exchange da Japan Foundation (Tokyo, Japão); pesquisador associado da Faculdade de Educação da Shizuoka University (Shizuoka, Japão); pesquisador associado do Nanzan Anthropological Institute e do Nanzan Institute for Religion and Culture (Nagoya, Japão); pesquisador membro do Japan Anthropology Workshops (Manchester, Inglaterra); Pós-Doutor pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, UFSCar e Nanzan University.

Público-alvo
Este curso é voltado para todos os interessados nas temáticas referentes à cultura japonesa e ao Japão. Por conta do caráter multidisciplinar dos Estudos Japoneses, este curso é voltado para uma ampla gama de interesses das Ciências Humanas, em especial Antropologia Social, História, Psicologia e Sociologia.

Programa
Aula 1 – Família japonesa: as dimensões do ie
Duração: 3 horas
Objetivo: Neste primeiro módulo serão apresentadas as características principais do sistema familiar japonês conhecido como ie, sensível às transformações históricas deste sistema de parentesco ao longo do tempo. Neste módulo também será discutido os processos de transformação e ressignificação dentro do ambiente familiar quando em contexto migratório, abordando assim a imigração japonesa para o Brasil.

Aula 2 – Fenômeno decasségui e famílias transnacionais
Duração: 3 horas
Objetivo: Neste módulo serão discutidas as transformações e plasticidades do sistema de parentesco japonês diante da migração de brasileiros descendentes de japoneses para trabalhar nas fábricas no Japão, no fluxo transnacional conhecido como Fenômeno Decasségui.

Aula 3 – Família okinawana: munchu em destaque
Duração: 3 horas
Objetivo: Este módulo dá ênfase ao entendimento dos modelos de família praticados nas ilhas do extremo sul do Japão, conhecidas anteriormente como Ryukyu e, atualmente, como Okinawa. Neste momento, serão discutidas as formas tradicionais família okinawana com base em perspectivas de pesquisadores okinawanos, japoneses, franceses e norte-americanos sobre o tema, visando dar conta da diversidade de práticas encontradas em todo o arquipélago.

Aula 4 – Culto aos antepassados de Okinawa
Duração: 3 horas
Objetivo: Neste módulo final será apresentado o Culto ao Antepassados ou Sosen Suuhai okinawano. Neste momento, será discutida a ideia de família okinawana encontrada no Brasil, além do estudo das transformações e ressignificações do Culto aos Antepassados no país. Em tom introdutório, também será discutido a importância da cosmologia okinawana na constituição do complexo sistema religioso encontrado não só em Okinawa, como também entre os descendentes de okinawanos vivendo no Brasil.

Datas: 04/11, 11/11, 18/11 e 25/11

Horário: 9h às 12h

Realização: ACENB São Carlos

Local: Rua Napoleão Geminiano, 129 – Tijuco Preto – São Carlos – SP

Inscrições e demais informações: acenbsc@gmail.com